CalendárioPortalInícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ficha - Kusakabe Karin

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kusakabe Karin
Estudante do 2º Ano
Estudante do 2º Ano
avatar

Mensagens : 1

Ficha de Atributos Básicos
Raça: Werewolf
Nível: 1
Experiência:
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Ficha - Kusakabe Karin   Ter 10 Dez - 10:23

Ficha + Personagem

Nome Completo: Kusakabe Karin
 
Idade: 16
Data de Aniversário: 04/04


Sexo: Feminino


Ocupação: Estudante
Avatar 1: Alphard Alshua (Canaan)
Avatar 2: ---
Avatar 3: ---


Youkai: Werewolf
 
Aparência: Karin é uma garota alta, possui 1,78 metros de altura. Seu rosto é ligeiramente longo e suas feições são femininas, seu nariz é fino, seus olhos são negros e levemente esticados. Sua pele é clara, mas mostra uma coloração mais bronzeada de quem já teve muito contato com a luz do sol. Seus cabelos são escuros e curtos, indo apenas até o ombro quando estão soltos, de uma tonalidade meio azulada, normalmente ela os prende em um rabo de cavalo, na face os fios ficam soltos formando uma franja medialmente e duas mechas lateralmente, formando um aspecto de "M". Seu corpo é esbelto e longilíneo, seus membros superiores são compridos com alguns músculos levemente salientes e ela possui uma tatuagem de uma serpente negra em seu antebraço esquerdo. Seus membros inferiores também são longos, suas coxas possuem uma boa forma, principalmente por causa de seus músculos bem treinados, seus pés são belos e femininos. Seu busto é largo e seus seios belos, seu abdômen é bem trabalhado, podendo ver levemente a silhueta do músculo reto do abdômen. Possui um quadril de porte normal. Costuma usar sempre calças negras, luvas pretas do estilo motoqueiro e tem o hábito de usar um top preto e um casaco de tom arroxeado que estende-se até o joelho.
 
Personalidade: Karin é uma garota grossa e muitas vezes sem educação. Não costuma medir palavras quando fala com alguém, por isso muitas vezes acaba ofendendo as pessoas. Ela é um pouco egoísta, não costuma se importar com o que os outros falam, pensam ou sentem. Apesar disso, ela possui um lado que se importa com outras pessoas, mas nesse caso, apenas pessoas que ela considera importantes para ela de alguma forma, como amigos ou simplesmente alguém para a qual ela deve alguma coisa. No fundo, ela sente-se solitária, mas não gosta de transparecer isso. Algo que Karin também preza muito são dívidas, ela é adepta da filosofia "Eu coço as suas costas e você coça as minhas", normalmente ela gosta de fazer favores em troca de favores, por isso muitas vezes ela fica em dívida com alguém ou alguém tem uma dívida com ela. Ela sempre cumpre suas dívidas e vai cobrar as delas quando for conveniente. Karin também é boa com mentiras, sabe atuar de acordo com o papel que quer agir naquele determinado momento. Normalmente ela é sempre bem centrada, gosta de tentar analisar a situação de vários ângulos possíveis. Apesar disso, ela sabe se divertir também e apesar de sua expressão pouco convidativa, não vive de mau humor. Ela adora qualquer tipo de bebida que tenha álcool, por isso simplesmente carrega consigo um cantil, sempre com alguma bebida.
 


Ficha + Habilidades

Força: 100
Agilidade: 150
Destreza: 150
Inteligência: 50
Vitalidade: 50
Magia: 50
 
 
Habilidades Especiais
 
Habilidade passiva: Let’s have more fun!
Toda vez que Karin causar dano em seu oponente, ela ganha um bônus de 25% de velocidade de movimento por 3 turnos.
 
Habilidade 1: Silver Shooter! (5 turnos de cooldown) (75 Mana)
Descrição: Passiva: Sua youki possui uma ligação intensa com a lua, assim ela é capaz de condensá-la no formato de "Silver Bullets", balas de prata que servem de munição para sua pistola, sem que seja necessário recarregá-la dessa forma. Se ela atingir três disparos consecutivos no mesmo alvo, irá causar 25% de dano físico bônus no seu terceiro disparo.
Ativa: Karin concentra sua youki em sua pistola, fazendo com que ela atire uma saraivada de tiros prateados (não stacka a passiva) em uma área de cone até o limite de seu alcance, de dano equivalente a 50 (+100% do dano de ataque). Caso atinja o alvo, ele será empurrado 5 metros para trás.
 
Habilidade 2: The Snake tells no lies! (8 turnos de cooldown) (50 Mana)
Descrição: Sua tatuagem de serpente negra e capaz de nadar por sua pele e sair de seu corpo, como se estivesse viva. A mordida da serpente é dolorosa, causando 20 (+30% de dano físico). Quando Karin é atingida por algum status negativo ela pode ativar a habilidade da serpente, que é sugar o status para protegê-la. Ao fazê-lo ela retira o status negativo de Karin e o deixa armazenado em suas presas, onde ficará até que ela inocule-o em outro alvo ou até que a habilidade seja novamente ativada e a serpente substitua aquele status por outro. Só pode armazenar um status por vez.
 
Habilidade 3: Try Harder! (8 turnos de cooldown) (60 Mana)
Descrição: Passivamente Karin ganha um bônus de 20% de concentração. Ela usa seus poderes mágicos e incríveis reflexos para esquivar de todos os ataques e habilidades desferidos contra ela em um único turno. Apenas habilidades em área de terreno não podem ser esquivadas, outras fontes como golpes de espada, tiros, bolas de fogo, raios, chuva de granizo e etc são todos evadidos. Simultaneamente ela contra-ataca com um disparo/ataque básico (dano normal). Caso ela atinja seu alvo, ele será empurrado 5 metros para trás e o tempo de recarga dessa habilidade será reduzido pela metade.

Habilidade 4: Silver Passage! (8 turnos de cooldown) (50 Mana)
Descrição: Utilizando essa habilidade, ela é capaz de teletransportar-se para qualquer lugar no raio de seu alcance, deixando uma imagem sua no lugar em que estava anteriormente. Essa imagem vai desaparecendo com o tempo, logo após um pequeno delay, emitindo um brilho prateado como o brilho da lua, e não causa nenhum dano se for atingida.
 
Informações Extras:
 Karin utiliza uma arma para o combate, uma pistola FN Five-Seven USG que ela utiliza com extrema precisão, tendo uma mira quase perfeita. Ela é capaz de invocá-la quando necessário, para não precisar carregá-la para todos os cantos.
- Possui olfato e audição apuradíssimos, como os de uma loba, sendo também capaz de enxergar na completa escuridão da noite.
- Sabe lutar como ninguém, pois aprendeu na marra nas ruas, uma técnica de defesa pessoal desenvolvida por ela e seu mestre. É capaz de realizar diversos tipos de movimentos acrobáticos como se fosse brincadeira de criança.
- É extremamente silenciosa, sabe agir pelas sombras, consegue abrir portas usando grampos e possui diversas habilidades de ladra.
- É habilidosa com todos os tipos de arma de fogo.


 

Biografia
 
Karin nasceu em uma antiga cidade afastada nas montanhas, como era uma cidade pequena todos se conheciam. Ela era a única filha do prefeito do local, sua mãe faleceu ao dar a luz. Seu pai cuidava dela com afeto, porém estava sempre muito ocupado com os assuntos da prefeitura e por isso não lhe dava muita atenção, deixando-a normalmente com babás, das quais ela não gostava da companhia. Seu pai também não costumava estar em casa durante a noite, o que a fazia sentir-se sempre muito abandonada por ele. Em certa noite, ela resolveu sair de casa sozinha, pelos fundos, indo parar em uma escura floresta. Depois de muito andar e perceber que estava perdida, começou a chorar. Alguns minutos depois ela escutou um som nas folhagens e viu seu pai sair dos arbustos, as roupas dele estavam um pouco rasgadas e tinham um cheiro diferente. Ele lhe disse que era perigoso andar sozinha naquele horário, a pegou no colo e caminhou com ela de volta para casa. Porém, para a surpresa do pai de Karin, a casa estava em chamas quando ele retornou. Ele a colocou no chão e mandou-a correr de volta para a floresta e assim ela fez, porém a menina queria entender o que estava acontecendo, por isso se escondeu atrás de um tronco e ficou a observar o que iria acontecer. Quando seu pai se aproximou da casa em chamas dois vultos vestindo capuzes negros surgiram e se aproximaram dele. Quando percebeu o que estava ocorrendo, algo inesperado aconteceu com o pai dela. Ele se transformou em um grande lobisomen e avançou para cima dos homens encapuzados. Porém, outros homens de negro surgiram da escuridão e avançaram contra seu pai, esfaqueando-o pelas costas muito rapidamente. Karin se assustou e saiu correndo floresta adentro sem rumo, desesperada. Depois de muitos minutos correndo ela foi parar em uma estrada, próxima a um posto de gasolina. Com medo de ser encontrada, ela subiu em uma das caminhonetes paradas por ali e se escondeu debaixo de vários panos sujos, chorando ela adormeceu.
 
Ela acordou com um pesado saculejo, afastou os panos que a envolviam e havia um enorme sol no céu. Ela levantou-se e viu que não estava no mesmo lugar em que havia dormido, a caminhonete agora estava parada em uma rua de uma grande cidade. Karin ficou intimidada com o movimento de todas aquelas pessoas e relutou em sair, porém quando o dono da caminhonete a viu saindo de debaixo dos “lençóis”, a expulsou aos berros. Ela levantou-se e saiu correndo pelas ruas. Morrendo de medo de voltar para seu vilarejo, Karin acabou vivendo nas ruas, tendo constantes pesadelos com os homens de negro. Viveu com os meninos de rua, roubando comida nas feiras e lojas. Com o tempo ela foi acostumando-se com aquele estranho mundo da cidade, muitas pessoas, muitos prédios, muitos becos, muita sujeira.
Quando fez seis anos ela começou a roubar dinheiro das pessoas e ela era realmente boa em bater carteiras, seu toque suave e suas pernas ágeis. Nesse mesmo ano, ela tinha acabado de roubar perfeitamente uma carteira e corrido para um dos becos da cidade, quando virou a esquina, o homem que havia acabado de furtar estava lá. Ela não compreendeu como ele era tão rápido para ter chegado ali. Ele tinha uma barba mal feita e um cabelo negro longo e grisalho, era alto e forte. O homem acabou demonstrando um incrível interesse nas habilidades de roubo da menina e a convidou para sua casa. Ela aceitou meio receosa, era estranho alguém agir daquela forma.
O homem vivia numa região mais afastada da cidade, próxima a um lixão. Sua casa, porém era grande, apesar de mal acabada for fora. Ele vivia ali completamente sozinho e a ofereceu comida e estadia para aquela noite. Karin aceitou, nunca poderia rejeitar comida daquela forma e fazia tempo que ela não dormia sobre um colchão. No dia seguinte, ela acordou escutando um som de tiro. Levantou-se correndo e desceu as escadas, abrindo a porta da casa. O sol já estava alto naquela hora e a luz a incomodou um pouco, logo que seus olhos se acostumaram ela viu o homem que a levou para casa próximo ao lixão, utilizando uma pistola para atirar em umas latas de refrigerante que ele havia colocado sobre uma tábua improvisada. Ele fez um gesto com sua mão e a chamou para mais perto, perguntando se ela queria tentar atirar. Karin fez que sim e logo pegou a arma, ele a ensinou como ela deveria segura-la e mirar e no primeiro disparo ela acertou uma das latas.
 
Os anos foram passando, e o homem, Gregor, foi ensinando-a como ela deveria atirar, sacar a arma, prever os movimentos de seu alvo, como ela deveria lutar. Ensinou-a a manejar diversos tipos de armas, como rifles e shotguns. Assim ela foi sendo criada por aquele misterioso homem que nunca a contou muito sobre seu próprio passado. Ele agia como um verdadeiro pai para ela, sendo que logo eles tornaram-se muito próximos. Quando ela atingiu a marca dos doze anos, estava bem maior e mais forte. Gregor e ela foram juntos assaltar uma loja de conveniências. O assalto foi perfeito e eles voltaram para o lixão com uma boa quantidade de dinheiro. Karin o repreendia muito, pois gastava sempre boa parte de seu dinheiro com bebidas, que ele sempre levava consigo em um cantil. Ele dizia que não ia ser a bebida que iria mata-lo naquela vida. Durante um bom tempo eles continuaram sua onda de assaltos, Karin era excelente em seu “trabalho”. Porém, Gregor já estava ficando velho e não conseguia acompanha-la. Karin começou então a agir sozinha, na escuridão da noite, os policiais da capital tentavam sempre prende-la, mas nunca conseguiram pega-la.
Um dia, Gregor revelou a Karin que ela não era como as outras pessoas, e sim que ela tinha uma descendência youkai. Apesar de saber, ela negou com todas as forças que tinha algo de diferente nela. Ele sorriu, sabia que ela reagiria daquela forma, logo em seguida surpreendeu-a dizendo que ele sabia lidar com magia. Naquele ano, ele disse que lhe daria um presente especial e assim o fez. Utilizando mágica, Gregor tatuou no antebraço esquerdo dela uma serpente negra. Ele dizia que era um guardião, para que ele soubesse quando ela estivesse em perigo. Ela o agradeceu, foi um dos poucos presentes que ela havia ganhado.
Karin nunca deixou de pensar naquilo que Gregor a disse sobre sua descendência youkai. De fato, ela havia visto seu pai transformar-se em um lobisomen na sua frente quando criança, mas ela nunca imaginou como aquilo a afetaria na vida. Com certeza ela sabia que tinha algumas habilidades especiais, mas nunca pensou profundamente naquilo. Uma coisa era certa, ela sempre gostava de ver a lua cheia no céu, mas nunca sentiu como se fosse transformar-se em lobo ou algo do tipo.
 
Certa noite, quando Karin havia feito 16 anos, ela estava sendo perseguida por dois policiais após ter fugido de um escritório de uma casa de penhores com uma bolsa repleta de jóias, quando ela correu para um beco e saltou para agarrar uma daquelas escadas de ferro que ficam nas laterais dos prédios, mas a barra estava enferrujada e velha e quebrou-se na sua mão, fazendo-a despencar em cima de vários sacos de lixo. Os dois policiais a cercaram e forçaram-na a se render, ela sabia que aqueles dois policiais iriam atirar nela, porém subitamente um deles foi atingido por um tiro nas costas. Karin avistou Gregor do outro lado do beco, apontando a arma para eles, porém o outro policial amedrontado virou-se e atirou contra ele que havia atirado em seu companheiro. Gregor não conseguiu reagir e foi atingido no peito, caindo no chão. Karin encheu-se de raiva e pulou sobre o outro policial, agarrando-o pelo pescoço, enquanto suas garras adentravam na sua pele e faziam seu pescoço sangrar até a morte.
Karin correu até Gregor, ele estava muito machucado, o ferimento da bala em seu peito já havia sangrado muito. Ela rasgou a manga de sua blusa e tentou estancar o sangramento, enquanto as lágrimas escorriam de seus olhos. Gregor, porém ergueu sua mão ensangüentada até o rosto de Karin e, pela primeira e última vez, ela o escutou dizer “filha”. Sua mão logo em seguida despencou, repousando sobre o chão. Karin debruçou-se sobre seu corpo e chorou, era impossível acreditar que aquilo estava acontecendo de verdade. Logo ela começou a escutar sirenes da polícia, ela tinha que sair dali, mas antes olhou pela última vez para Gregor e viu a arma em suas mãos, ela pegou a pistola que ele havia usado para salva-la, sua FN Five-Seven USG, passou a mão por dentro de seu casaco e pegou seu cantil e saiu correndo pela noite.
 
Naquela mesma noite, Karin voltou para o lixão, recolheu o máximo de suprimentos e dinheiro que podia, espalhou álcool pela casa e ateou fogo nos móveis. Logo as chamas se espalharam e o pequeno palácio imundo em que vivera pegou fogo. Ela olhou para trás, para ver sua casa em chamas. Novamente perdida nas ruas, ela abrigou-se em um prédio abandonado, porém, no meio da noite ela escutou uma voz e acordou assustada. Mas não havia mais ninguém naquela estrutura velha no meio da cidade... Eis que ela viu algo mexendo em seu braço e espantou-se ao ver a sua tatuagem de serpente nadando por sua pele, totalmente livre. Aquilo a assustou, mas logo a serpente emitiu uma voz mentalmente para ela. Ela projetou-se para fora da pele de Karin e ficou de frente a ela, quando a voz ecoou dentro de sua cabeça “Karin, se estou falando com você, significa que Gregor está morto... Se isso acontecesse, ele queria que eu te contasse a respeito de um lugar...”.
 

E assim, Karin foi até a Youkai Gakuen...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dare-pyon
Avaliador
Avaliador
avatar

Mensagens : 282

Ficha de Atributos Básicos
Raça: Sub-ADM / Avaliador
Nível: 99
Experiência:
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: Ficha - Kusakabe Karin   Dom 15 Dez - 15:16

Ficha aprovada
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ficha - Kusakabe Karin
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Ficha] - Sora D. Pierre
» Ficha - Lord Lucario
» ~ Como Atualizar sua Ficha ~
» [Ficha] Ryujin
» FICHA Aurora

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Youkai Gakuen :: Início :: Fichas de Personagens-
Ir para: